quinta-feira, 27 de maio de 2010

SEM SAÍDA

Esse é mais um poema de minha autoria:

"SEM SAÍDA"

Vivo uma vida ilusória,
onde tudo é preto e branco
uma vida sem cor,
um mundo sem amor.
A tristeza toma conta do meu corpo,
meus olhos derramam
rios de lágrimas depressivas.
Me perco no labirinto
da morte procurando
incansavelmente uma saída.
Enfim cansei, não consigo
seguir em frente.
A cada dia que se passa 
meu triste coração 
vai parando mais e mais.
Alguém me salve para a vida!
Desisto, não tenho amigos
para pedir ajuda.
Me sinto rejeitado, iludido e enganado
pelos que dizem ser.
A felicidade não existiu pra mim,
estou cheio de melancolia
esperando que um dia,
minha alma deixe esse
corpo mórbido e encontre
uma saída para o vale
das sombras, onde me sentirei
acolhido.

( ANDERSON LIMA )


Postar um comentário