quinta-feira, 29 de outubro de 2009

O ESPELHO

Nesse dia triste e solitário,
mim olho no espelho
e vejo a minha aparência refletida
sobre ele.
Vejo uma pessoa trajando luto,
de face pálida com pensamentos
escuros.
A luz não brilha mais pra mim como antes,
a escuridão mim domina, não consigo fugir.
Não mim reconheço mais,
as pessoas não mim reconhecem mais.
Não consigo mudar.
O meu coração está parando aos poucos,
estou pronto pra partir desse mundo
e de alguma forma ver o meu corpo mórbido
apodrecer e secar sob um túmulo de um vago
cemitério.
Mim transformarei  em um anjo de grandes asas negras
e cheio de melancolia, vagarei pela noite sombria
até que o destino dessa humilde alma
seja encontrado...

                      MINHA AUTORIA (Anderson Lima).
Por favor comentem.
Postar um comentário